de confissões

confesso que os meus ursos não me dão prazer a fazer.

os meus ursos são complicados, cheios de detalhes, qualquer pequena imperfeição é ampliada ao serem enchidos.

os meus ursos ficam-me caros, por causa dos tecidos, por causa dos olhos, por causa do enchimento.

os meus ursos são morosos.

e chatos profundamente chatos, porque se a linha não for bem daquele tom, fica mal, porque se o pescoço não for cosido em determinada direcção, fica torto, e se o braço ficar uns milimetros mais atrás ou à frente da perpendicular ao eixo da articulação da perna, fica desiquilibrado…

os meus ursos são um exercicio matemático…

mas prometi a mim mesma acabar todos os que foram projectados, e por isso a partir de daqui a 15 minutos, prometo dar-lhes cabeças e pernas e uma biografia… não quero que os bichos cheguem assim ao mundo sem passado… ao contrario das mulheres que é suposto não o terem e dos homens de quem se espera um futuro…

Em Bangkok encontrei um bichinho que não resisti a comprar.

Chama-se B Monster (ainda não o fotografei) e pertence a uma colecção de bonecos todos iguais, variando apenas os tecidos. A fórmula já está gasta, mas eu gosto. O B Monster é tão simples que irrita, mas terrivelmente simpático e surpreendentemente agradou à Gui…

Não percebo esta minha mania de fazer bonecos em 3D. É lógico que gosto quando vejo as pequeninas agarradas a eles, quando os vejo baptizados e enquadrados na família, enfiados nos saquinhos personalizados em que gostam de viajar, mas a morosidade do processo leva a que no final não sinta prazer ao olhar para eles, mas apenas um profundo alivio por a tarefa estar terminada…

Descobri através do etsy uma bonequeira fantástica que faz as bonecas que eu gostaria de fazer se me tivesse lembrado disso e se soubesse como.

São bonecas de trapos. Mas verdadeiras bonecas de trapos. sem olhinhos delicados e cabelos louros. São básicas, toscas, poderiam ter sido feitas por meninas sem mais nada com que brincar, e é fácil imaginar rostinhos sujos a brincarem com elas no meio de milho alto (demasiadas horas na infancia dispendidas a ver a “Casa na Pradaria…”) Estas bonecas fazem parte de uma corrente de crafters chamada de Primitiva (Primitive Artisan). As bonecas produzidas segundo este conceito, fazem lembrar filmes de terror de segunda categoria cheios de crianças fantasma.

Eu gosto!

 

4 thoughts on “de confissões

  1. pois eu gosto dos teus ursos. e venho sempre aqui´`a espera de ver os novos. ou lá no etsy. e não acho nada boa ideia trocá-los por essas bonecas. eu cá não gosto. o trabalho manual tem que ser isso mesmo – trabalho. e não o vejo nessas bonecas. mas vejo-o e aprecio-o nos teus ursos.

  2. Bom dia !
    ontem escrevi aqui uma coisa mas parece que não ficou …
    queria dizer que também gosto mais dos teus ursos !
    e que bem acabado não quer dizer forçosamente que se não são verdadeiras bonecas de trapos, olha os teus ursos, são bem acabados , não assustam ninguém (!) e têm aquele espirito simples que se quer de um boneco de trapos ! … vê também as bonecas do blog

    http://favoritechoses.typepad.com/happytoseeyou/

    eu adoro !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s