de tarde demais…

por este altura nos anos 80, quando eu frequentava o secundário, invariavelmente as notas baixavam no segundo período.

a coisa aterrorizava-me e eu fazia promessas a vários deuses e tinha sonhos reconfortantes com inundações, bombas e incêndios que destruiam rapidamente e sem qualquer risco para os funcionários, o edificio a que nós chamávamos sede. E por entre as chamas, as vagas de água, as nuvens de fumo, despareciam para sempre as pautas com as notas do 2ºperíodo!

no Domingo ouviu-se a sirene dos bombeiros e da janela do quarto da Gui – o meu antigo quarto – viam-se labaredas altissimas e fumo negro. O edificio – agora abandonado – era consumido pelo fogo…

pensar que isto um dia me poderia ter feito feliz.

pego na Gui e levo-a até lá para ver os bombeiros em acção, e as gruas, a água a correr… era um final de dia excitante logo após a festa de aniversário, e metade da vila teve a mesma ideia e ao longo da rua agrupavam-se magotes de gente a quem eu reconhecia a cara mas não sabia o nome, com filhos pela mão a partilhar exactamente o mesmo sonho…

3 thoughts on “de tarde demais…

  1. hoje passei por lá e aquilo ficou com ar pouco dramático. quando vens da estação vê-se que o telhado ardeu, mas a frente está impecável. a parte mais afectada foram as traseiras. as silvas na entrada para a zona da oficina de electrotecnia continuam intactas!!!
    e nós não tinhamos um edificio aNa tinhamos imensos; a cadeia, o liceu, as oficinas e a sede! a sede foi a que ardeu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s