de para a Gui…#3

A borboleta de asas negras entra na sala de estar.

Bate as asas como se dissesse “bom dia” e eu respondo-lhe:

– Bom dia Borboleta de Asas Negras! – e digo isto em língua de gente porque penso que quem voa para uma sala e bate as asas em jeito de bom dia é bicho por certo muito educado que deverá entender línguas.

E continuo a ler o meu livro.

Pelo canto do olho vejo que ela continua a dançar agitando as asas e mostrando umas lindas pintinhas amarelas.

– Que lindas pintinhas amarelas, Borboleta de Asas Negras! – digo-lhe em língua de gente porque penso que quem dança assim com umas asas tão lindas merece um elogio.

E continuo a ler o meu livro.

Splash! Ouço eu e levanto a cabeça e vejo o Hermenegildo de patas no ar e unhas de fora a tentar agarrar a Borboleta.

E a borboleta sobe e o Hermenegildo salta. E a borboleta desce e o Hermenegildo salta. E a borboleta volta a subir e o Hermenegildo volta a saltar. E outra vez e outra vez e outra vez. Como se fosse uma dança.

E cansado o Hermenegildo desiste e deita-se, fechando os olhos como se nada daquilo o interessasse. E a Borboleta passa ao meu lado e bate as asas como se dissesse “então adeus”.

E eu respondo em língua de gente:

– Então adeus Borboleta!

E o Hermenegildo sem abrir os olhos abana uma orelha como se dissesse:

-Pfffffff!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s